sexta-feira

quinta-feira

. Posted by Picasa

Que bom que você se interessa em aperfeiçoar a sua voz!!
Você veio ao lugar certo!!
Seja bem vindo e aproveite ao máximo o material desse blog!!


NOVIDADE!!
AULAS DE TÉCNICA VOCAL ON LINE COM Profa CÍNTIA SCOLA PELO PROGRAMA SKYPE!!!
https://sites.google.com/site/voicecoachsite/
Meu email para contato:
cintiascola@gmail.com

Um beijão pra todos!!
Cíntia Scola
Profa de Técnica Vocal video

Marcadores: , , , , ,

segunda-feira

AULAS DE TÉCNICA VOCAL COM CÍNTIA SCOLA PELO SKYPE

olá amigos!!
estou incrementando meu programa de aulas de técnica vocal pelo programa SKYPE.
As aulas são semanais com 45 minutos de duração
É necessário instalar o programa SKYPE, ter um microfone básico e uma câmera
Os interessados podem me contactar pelo email:
cintiascola@terra.com.br
Passarei os horários disponíveis e os custos.
Um beijão pra todos!!
cíntia scola

sexta-feira

SILVIA & CINTIA cds - AGORA DISPONIVEL PARA DOWNLOAD!!

quinta-feira

VOCALIZES PARA AQUECIMENTO


. Posted by Hello
Você poderá baixar os arquivos de áudio com aquecimento vocal direto desses links:

http://www.4shared.com/file/39679021/16ade2d6/VOCALIZE-FEMININO.html


http://www.4shared.com/file/39677564/e4bf6685/VOCALIZE-MASCULINO.html


para somente ouvir os vocalizes, acesse o link abaixo:

http://www.radiostrangers.beescott.com/


qualquer duvida, escreva para:
cintiascola@gmail.com


um abraço a todos!!!!!
cintia scola

quarta-feira

MAIS DICAS PARA UMA VOZ SAUDÁVEL






Se voce tem curiosidade de saber a aparência das pregas vocais, visite esse site:
http://www.medicine.uiowa.edu/otolaryngology/cases/index1.htm


O primeiro link te mostrará a aparência das pregas saudáveis.


Achei um vídeo bem bacana pra vocês verem as pregas vocais em ação:

Já abordei esse assunto anteriormente, mas algumas dicas ficaram faltando...
Voce já sabe que o gelado faz mal para a voz.
Saiba que alimentos e bebidas muito quentes também prejudicam a voz.
Eles retiram a lubrificaçao natural na região das pregas, o que é péssimo!!!
Alimentos e bebidas cítricas também retiram a lubrificação natural da pregas,portanto devem ser evitados antes de cantar.
Nao estou dizendo para deixar de ingeri-los, pois alimentos cítricos são ricos em vitamina C, e nosso corpo necessita dela.
Apenas evite evite-os antes e durante o canto.
Evite o chocolate antes de cantar também...sei que é uma delícia e tudo mais..mas o chocolate realmente acumula secreçao na região das pregas vocais e voce vai sentir vontade de pigarrear e tossir.
Alimentos e bebidas derivados do leite farao o mesmo mal que o chocolate,portanto, antes e durante o canto é bom evitá-los.
Ah!!..por falar em pigarrear, não faça isso, por favor..isso agride demais a musculatura das pregas vocais.
Se voce sente aquele pigarrinho, tome muita água e faça vocalizes de vibraçao labial e lingual, alternando os exercicios com bons goles de água. Adeus pigarro!!
Eu ja disse que usar a voz constantemente num volume acima do normal irá te prejudicar muito à medio e longo prazo...Agora vou falar do sussurro.
O sussurro também te fará mal, portanto evite sussurar.
Eu realmente acho que o equilibrio é a melhor alternativa pra tudo na vida...e isso se aplica ao canto também, é claro.
Haja com bom senso e você terá uma voz saudável por toda a vida!!!
Um abraço a todos!!
Cíntia Scola

terça-feira

VOZ NA ADOLESCÊNCIA










VOZ NA ADOLESCÊNCIA

Não é novidade para ninguém que a passagem da puberdade para a adolescência propriamente dita, incorre em mudanças hormonais tão oscilantes que interferem na voz e seu desempenho, bem como em todo o corpo.
Sabendo que a voz faz parte do todo, os MENINOS enfrentam a muda vocal mais severa.
Por quê e como acontece?
A nova carga hormonal espessa as pregas vocais e aumentam seu calibre nos MENINOS, fortemente.
Nas MENINAS, esse espessamento se dá de forma mais gradual e portanto, adaptável com mais facilidade.
Para os dois sexos, a laringe (região anatômica onde se situam as pregas vocálicas), que antes posicionavam-se em região mais alta no tracto respiratório, descem...para melhor adequação à nova condição hormonal e configuração laríngea apropriada.
Ambos os sexos terão suas vozes mais graves depois da transição.
Para você que é adolescente e gosta de cantar, tem talento para tal, que cuidados pode ter com sua voz nesta etapa da sua vida?
Respeite seus limites.
Não force agudos nem graves nos dias em que eles estiverem limitados. Não cometa ABUSOS VOCAIS (vide matéria - ABUSOS VOCAIS - aqui no blog da Cintia) e assim, alcançará uma maturidade vocal plena, que também poderá crescer e ser trabalhada de forma mais elaborada.
Tente conter a ansiedade e não imite emissões que extrapolem sua extesnão tonal.
Use! Mas não abuse!
Boa sorte!

Jacqueline Lemos Trindade
Fonoaudióloga
CRFa 7067-RJ
Especializada em Voz Falada, Oratória e Estética Vocal.
jac.vie@gmail.com

quarta-feira

UMA INTRODUÇÃO AO APÔIO DIAFRAGMÁTICO





UMA INTRODUÇÃO AO APÔIO DIAFRAGMÁTICO

Darei aqui uma dica bem simples pra todo mundo poder treinar em casa.
Uma simples
frase:lá....dó#...MI....dó#...lá.
Faça uma inspiração dissociada (abdominal + intercostal).
Então inicie o vocalize com voz suave, sem forçar nada!!
Podem usar as vibrações línguais(rrrrrr) ou labiais (brbrbrrrrrrbbbrrrr) como letra.
Quando você emitir a nota MI..bem no meio da frase...aplique uma CONTRAÇÃO ABDOMINAL como se fosse encostar sua barriga nas costas (contração MÁXIMA).Pode manter o abdomem contraído até o final da frase.
Aumente meio tom...e comece tudo novamente.
Vá subindo de meio em meio tom, até o agudo que você alcança com conforto...e então, vá descendo novamente, até o grave que alcança com conforto também.
Não precisa iniciar o vocalize na nota LÁ..se esta for muito grave pra você...Inicie de onde for confortável, ok!!
Você estará apoiando a nota mais aguda da frase...para não emiti-la com o apôio errado da garganta e sim, com o apôio do diafragma.
Estou simplificando ao máximo, que é pra todo mundo entender e conseguir fazer isso com segurança em casa sozinho, ok!!
Um beijão pra todos!!E excelentes treinos!!!!!
Cíntia Scola

sábado

SOBRE A EXTENSÃO VOCAL


Muita gente me pergunta como conseguir aumentar a extensão vocal.
As pregas vocais são filetes de músculo e como qualquer outro músculo do corpo, necessita de um trabalho regular pra se desenvolver.
No caso, a "malhação" da musculatura da voz se faz através de vocalises.
Sempre acompanhados de um trabalho também regular da respiração e apôio diafragmático.
Não se consegue bons agudos sem uma respiração e apôio corretos.
O aumento da extensão vocal não é algo que se consiga de um dia pro outro...Leva anos de trabaho duro com a voz.
E devo ressaltar também que se você não executa corretamente os exercícios, você pode estar comprometendo sua voz para o futuro.
Por isso é importante a presença de um profissional competente te monitorando.
A exetensão vocal não aumenta indefinidamente...
O limite está na conformação física e anatômica de cada pessoa.
Resumindo, trabalhe sua respiração (nesse blog tem as dicas da inspiração DISSOCIADA e vários exercícios que devem ser feitos diariamente).Trabalhe seu apôio diafragmático.Faça vocalizes sempre de maneira confortável e sem forçar absolutamente nada.
Com o tempo você perceberá que consegue chegar em notas mais agudas e graves que antes.
Sempre cante as músicas nos tons confortáveis para a sua voz.
Cantar tudo nos tons originais...ficar brigando com sua voz porque não alcansa os tons do vocalista de sua preferência, vai detonar sua voz com o tempo.
Portanto, transponha os tons para sua extensão vocal atual.
Sua performance vai melhorar consideravelmente!!!!
Beijão pra todos!!!!!
Cíntia Scola

quarta-feira

FALSETES -Parte 2 por Mateus Martins








Alfred Deller, um dos mais extraordinários contratenores de música antiga do século XX, era um baixo-barítono e declarava que as vozes graves, por terem menor extensão de agudos, dispunham de maior extensão de falsete.
Mas, independente da voz de peito do cantor, a prática do falsete é não somente enriquecedora para o timbre da voz em toda sua extensão como um excelente aprendizado para seu uso econômico, já que deve ser abordada com exercícios de ligeireza e flexibilidade, sem sustentação, antes de tentar sons sustentados ou notas longas.
Por ser um registro em que qualquer apoio indevido, qualquer tensão ou esforço mal feito aparece inconfundível e imediatamente, o trabalho em falsete pode constituir o melhor dos exercícios se bem usado.
Além do mais, a prática de escalas descendentes sem suporte do falsete para a voz de peito, é maravilhosa para manter o brilho nas regiões mais graves da voz e também para se conseguir uma mistura de falsete com agudo, muito útil tanto para o cantor popular quanto lírico.
Como qualquer outro registro, o mau uso do falsete é sem dúvida nocivo. Quanto à comparação do falsete com a voz feminina:
Sem entrar na descrição científica, existe um registro nas vozes femininas, chamado registro de flauta, que se assemelha em muitos aspectos ao falsete. Fica situado acima de um dó ou dó sustenido sobreagudo, e deve ser trabalhado da mesma maneira: leveza, flexibilidade, rapidez, agilidade.
Escalas, ou até glissandos, arpejos, grupetos, muito soltos, sem suporte, ou com pouco suporte, começando na região média (de preferência com trinados, quando a aluna consegue facilmente), tudo feito junto com movimentação corporal para soltura - balançar joelhos e braços, pulsos, cabeça, etc. - tudo isso facilita o aparecimento do registro de flauta, assim como seu desenvolvimento. Exercícios de "staccatto" também, com muito cuidado.
Mas não se deve esquecer que nem todas as vozes possuem este registro: nunca se deve insistir quando não aparece espontaneamente em função dos exercícios específicos. A aluna não deve praticar isso sozinha antes de ter identificado bem - é indispensável um professor com muita experiência desse tipo de trabalho e um excelente par de ouvidos.
Mas quando bem sucedida, a prática do registro de flauta traz um brilho, uma leveza, uma precisão e uma clareza extras a toda a extensão da voz.

MATEUS REZENDE MARTINS
Teólogo,músico,cantor,professor de canto
brianmateus_7@hotmail.com

quinta-feira

MAIS CONSIDERAÇÕES SOBRE O FALSETE (parte 1) Por Mateus Martins

O falsete era inicialmente empregado para performance de "falsa voz feminina", quando cantores na igreja cantavam notas agudas.
Embora geralmente utilizemos “voz de cabeça” como sinônimo de falsete, isso é errôneo e os cientistas vocais consideram três os registros: basal, modal (com os sub-registros de peito e cabeça) e elevado (ou seja, falsete).
Os registros têm realidade auditiva, muscular, acústica e aerodinâmica diferentes.
Todos teoricamente temos zonas de passagem que podem ser mais ou menos evidenciadas por meio das quebras de registros.
Alguns cantores são naturalmente mais hábeis e essas zonas não aparecem, outros as usam como recurso interpretativo, outros ainda não têm controle sobre elas, devendo exercitar-se especificamente.
SOBRE A MUDA VOCAL
A muda vocal no sexo feminino tem início por volta dos 9 anos.
No sexo masculino a muda vocal inicia por volta dos 11 ou 12 anos. Quando ambos os sexos atingem seu desenvolvimento criança/adulto completo, observa-se que a voz masculina cai pelo menos uma oitava inteira e a voz feminina cai quase meia oitava.
Nas disfonias da muda vocal por alguma razão, a voz masculina apesar de toda a mudança no aparelho fonador (a laringe cresce, as pregas vocais aumentam), a voz não desce pelo menos uma oitava como deveria.
Existem alguns casos de mutações que não se desenvolvem completamente.
MUTAÇÃO INCOMPLETA: Descida de 4 ou 5 tons ao invés de toda uma oitava. Características vocais: voz aguda, esforço e limitação na eficiência vocal.
FALSETE MUTACIONAL: quando ocorre a muda orgânica, mas não a funcional. A laringe situa-se em posição elevada no pescoço. Características vocais: voz aguda em até duas oitavas acima da esperada, intensidade vocal reduzida, rápida fadiga vocal (nesse caso ele utiliza o falsete ora sim, ora não).
Também pode haver algum problema endócrino e o cantor ainda não ter passado pela muda vocal. Trata-se da mutação retardada, que vem associada a outras características, como falta de crescimento de pêlos e outros.
O músculo TA (tireoaritenoideo), é o músculo da prega vocal.
Para conseguirmos colocar a voz em falsete, por este som ser muito agudo, as pregas vocais devem ficar hiperalongadas e quem faz esse alongamento é outro músculo, chamado CT (cricotireoideo), que se contrai alongando o músculo vocal (TA).
Assim, o CT não é o músculo que dá o som agudo (e agudíssimo), mas ele é fundamental para que este som aconteça.
Logo mais voltaremos com a segunda parte da matéria.
Um abraço!!

MATEUS REZENDE MARTINS
Teólogo, Admistrador de empresas, Músico, Cantor e Professor de Canto.
brianmateus_7@hotmail.com
Posted by Picasa

sábado

ARTICULAÇÃO

. Posted by Picasa

A articulação correta, além de facilitar a compreensão do que estamos cantando, tem um papel importante na impostação da voz nas ressonâncias específicas (voz de peito,face e cabeça)
VOGAL "A"
Sempre ovalada.
Separe bem as arcadas dentárias e ovale os lábios.
Isso vale para os graves,médios e agudos.
VOGAL "E"
Quando se está cantando no grave, faça com os lábios um sorriso.
Nos médios, separe as arcadas dentárias uma da outra muito levemente.
Nos agudos, separe bastante as arcadas dentárias uma da outra,fazendo um oval com os lábios.Quanto mais oval, mais fácil a impostação na voz de cabeça.
VOGAL "I"
Nos graves...faça um sorriso.
Nos médios, o sorriso é bem menor, bem mais suave.
Nos agudos, feche os lábios em forma de biquinho.
VOGAL "O"
Nos graves, articule em forma de biquinho, projetando bem os lábios para frente.
Nos médios, o biquinho se desfaz e as arcadas dentárias se afastam uma da outra levemente.
Nos agudos, separe bastante as arcadas dentárias uma da outra e forme um oval com os lábios.
VOGAL"U"
Tanto nos graves, médios e agudos, o "U" é articulado sempre com os lábios bem projetados para frente, fazendo um biquinho.

Lembrem-se de que a mandíbula deve sempre estar bem relaxada.
Não tenha vergonha de articular os sons...Mexa mesmo sua boca, exercite as articulações acima..vocês vão notar a diferença!!!
Um beijo no coração de todos!!
Cíntia Scola

quarta-feira

DRIVES E APÔIO..por André Rima

Drives
Pensem no drive como uma "consequência" e não como uma força a mais que você deva fazer.
A colocação da voz com drive deve acontecer aproveitando-se o impulso do apôio. Por exemplo, uma bexiga cheia que você pega no bico e o estica , vai emitir um som causado pelo atrito da borracha e pela pressão do ar. Com o drive é a mesma coisa. Você deverá mandar o impulso gerado pelo apôio e apenas posicionar o drive pra que ele saia com naturalidade e sem força.
Atenção, só respirar corretamente não basta. O drive precisa de um bom apôio pra você não tensionar a garganta.

IRRITAÇÕES
Na hora de fazer o drive, pode-se estar tensionando toda a região da garganta! Por isso ocorrem irritações que piorarão com o passar do tempo.
Se você trabalhar sem tensionar,utilizando bastante apôio diafragmático, o perigo é um pouco menor porque nosso organismo tende a se regenerar sozinho em casos menores, porém, tenha sempre à mão um copo d'agua!
Se você realmente pretende utilizar o drive, até porque é bacana sim, principalmente no rock, utilize só quando precisar mesmo, nos shows e gravações,alternando sempre com a voz limpa. Já os ensaios e em casa poupe-se bastante.

COMO FAZER

O drive, seja ele vindo das pregas verdadeiras, falsas, mais no peito,mais na boca, mais nasal, tanto faz! O ato de fazer é fisiológico de cada um.
O que se pode fazer com estudo é desenvolver aos poucos o seu drive natural!
Não é boa a tese da imitação, pois cada um tem que trabalhar seu próprio drive pra não forçar!
Melhores resultados são obtidos induzindo à simulações com vocalizações de sons naturais que devem ser feitos com o próprio timbre de cada pessoa, por exemplo:uma porta rangendo, um cão rosnando, um bebê chorando.Todas essas simulações são texturas bem finas que vão sendo aumentadas com o tempo e exercícios.
Façam essas vocalizações com 3 notas apenas(por exemplo:sol,lá,si) e no máximo até 3 tons subindo e descendo.
Outro fator é o psicológico, principalmente nas mulheres que é mais difícil de se extrair um drive.
Às vezes a própria personalidade da pessoa torna sua voz passiva demais a ponto de inibir o drive.
Se a pessoa mentalizar situações extremas consegue liberar de maneira surpreendente.
Outro fator que ajuda, é você cantar de tudo, variar muitos os timbres.Isso vai trabalhar a musculatura e dinâmica vocal, consequentemente a qualidade do drive.
Incentivar o uso, não posso fazer, porque seria como um pai incentivar o filho a ir no puteiro, porém, é como se eu deixasse a chave do carro e uns trocados em cima da mesa! rsrsrs

APÔIO

O apôio é uma técnica fundamental não só no metal, mas no canto em geral.
Quando se perde a força no meio de uma nota, perde-se afinação, não se consegue fazer uma nota que pra sua voz seria fácil, daí você manda tudo pra garganta.
Volta e meia assistindo alguns cantores brasileiros, principalmente os sertanejos quando fazem aqueles agudos, parecem que vão explodir de tanto esforço. Você percebe as veias do pescoço saltando pra fora, sombracelhas subindo, a cabeça se projetando para frente ou para cima.
Tudo isso é falta ou perda do apôio.Porém, pra cada situação há um apôio diferente.
Se você precisa de volume e força, no caso do canto LÍRICO, você vai usar o apôio frontal, mais especificamente na regiãopélvica, contraindo para dentro e empurrando o ar para obter maior projeção principalmente na voz de peito.
Já pra cantar METAL, que é o meu caso,eu uso o apôio lateral diafragmático pois me dá mais controle e sustentação para a voz plena de cabeça, falsetes, drives, belting, etc. Pra mim, dá muito mais dinâmica! Embora eu também tenha estudado canto lírico e usado muito o frontal.E devo admitir que já vi vocalistas fazendo o apôio frontal no metal. Vi em vídeo o Edu Falashi, o que respeito totalmente. Se ele se dá melhor com esse, ótimo. Pelo fato do metal ser versátil, possibilita essa opção de você poder utilizar os dois.
Se você estiver numa rodinha de violão cantando tipo... Tears of The Dragon e jogar toda força na voz, vai ficar muito alto e destoar do violão, e ao contrário do que se pensa, cantando em volume fraco você precisa muito mais de apôio do que soltando mais a voz. O controle tem que ser muito maior do que quando você está no palco e no pique de detonar.

POR QUE SE CHAMA APÔIO?

Na minha definição é exatamente como a palavra diz, um "escoramento"!! Uma força que você deve focalizar na região da cintura pra cima.
O que se faz é controlar para que essa força não caia, não escape, e se concentre somente na emisão do som.
Imagine, apenas "imagine" que você dê um soco num saco de arroz, depois dê um soco na parede!Qual vai te devolver mais força?A parede, certo?
Agora imagine que você dê um soco numa câmara de pneu de caminhão. Ela não só te devolve a força como te dá um impulso. A ídéia do apôio é essa, você inspira e depois devolve um impulso para cantar melhor e/ou sustentar uma nota, controlar sua afinação, um agudo difícil e deixando de apoiar tudo na garganta.
Bom vou passar um princípio pra quem quiser tentar fazer o diafragmático lateral, mais usado no metal, porém, é preciso trabalhar legal isso numa aula, pra desenvolver de forma correta, na região correta, porque dicas não fazem mágicas.

Fique em pé, coloque as mãos fechadas e empunhadas um pouco acimada cintura, tipo acima do osso.
Nessa postura então você inspira. Depois faz uma força como se quisesse empurrar sua mão pra fora.
Utilize o som "TS" como um soco rápido, isso vai ajudar.
Pra quem fez um pouco de karatê, está mais pra aquela força que você deve concentrar pra não receber um golpe muito violento!
Atenção, é o músculo que faz o impulso e não o ar! Não é estufando de ar que se apóia, cuidado!
Segurar o apôio nada mais é do que você manter essa força enquanto produz uma nota. Porque ela te devolve um impulso pra cantar, o controle pra sua afinação, etc!

ANDRÉ RIMA
São Paulo-SP
Professor de técnica vocal e vocalista das bandas After:Life e Craft.
andrerima@yahoo.com.br
Comunidade no orkut:
https://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=6580268
Posted by Picasa

segunda-feira

ABUSOS VOCAIS

Mais de 97% dos problemas vocais estão relacionados, diretamente, aos ABUSOS VOCAIS.
São usos inadequados da voz, provocados por quem a utiliza.
A projeção vocal no espaço aéreo, seja em intensidade aumentada ou reduzida, deve ser feita sem que a pessoa faça qualquer tipo de força ou esforço na garganta ou, sinta qualquer tipo de fadiga após o uso da voz.

Entre os exemplos de ABUSOS VOCAIS temos:
Gritos.
Falar regularmente em tom agudo ou grave demais para a tessitura, ao invez do tom mediano.
Utilizar a voz em ambientes insalubres, pleno de poluentes aéreos, com partículas de poeira, pó químico industrial, ou, simplesmente, ter contacto constante com a poluição ambiental, inalando a "fumaça preta" que sai dos veículos com motor desregulado.
Conversar fazendo competição sonora com o ambiente para se fazer ouvir, como na rua das grandes cidades ou nas baladas.
Uso da voz em ambiente com ar condicionado, diariamente ou repetitivamente.
Tomar bebidas extremamente geladas ou quentes, fazendo um choque térmico com a temperatura corporal; etc.
Estes e muitos outros exemplos fazem parte do universo da origem dos problemas vocais, dos mais simples aos mais comprometedores.
Uma voz que comete algum destes ABUSOS, acima exemplificados, pode adquirir fendas ou nódulos (calos), que são tratáveis com fonoterapia, mas também cistos ou poliposes vocais terríveis, que, muito provavelmente, só serão removidos com cirurgia. E depois de uma cirurgia de voz, ela, dificilmente, voltará ao que era antes.
Se depender de nós, mantenhamos nossas vozes saudáveis! Afinal é o nosso instrumento natural, que nos é mais o caro de todos!

JACQUELINE TRINDADE VIEIRA
Fonoaudióloga
CRFa 7067-RJ
Email: jac.vie@gmail.com Posted by Picasa

sexta-feira

CÍNTIA E SILVIA NA RÁDIO STRANGERS










A Rádio Strangers é uma iniciativa da cantora Bee Scott.
Um espaço democrático pra divulgação da música brasileira que corre por fora.
Para ouvir Silvia e Cíntia, clique em "Celta Br".
Meus vocalizes de aquecimento também estão disponíveis na Rádio Strangers!
Confira sem falta!!!!!
http://www.radiostrangers.beescott.com
Beijão pra todos!!
Cíntia Scola

terça-feira

COMUNIDADE DA CÍNTIA SCOLA NO ORKUT

Visitem e juntem-se à minha comunidade no orkut!!!!
"Dicas de canto da cíntia scola"
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3326819

Ficarei muito feliz mesmo de te ver lá!!
Um beijão bem grande pra todos!!!
Cíntia Scola

quinta-feira

A LÍNGUA FLÁCIDA

. Posted by Picasa

A língua flácida é uma língua hipotônica.
E o que vem a ser isto? É uma língua com tônus muscular baixo.
Sabemos que a língua é um músculo, e como tal, precisa de condicionamento para possa obedecer aos comandos da deglutição e da fala.
E qual é o problema de tônus baixo?
A língua fica grande, solta, com pouca mobilidade e flexibilidade. Desta forma, não se posicionará corretamente na emissão sonora. Os fonemas estarão distorcidos e a dicção prejudicada.
A língua flácida também forçará uma respiração bucal (respirar de boca aberta), pois é como se ela não coubesse dentro da cavidade oral, empurrará as arcadas dentárias para fora, e com o tempo, toda a dentição estará comprometida. Respirando pela boca, não existem condições de encher os pulmões de ar até a base, portanto o resultado será uma má formação de massa de ar e má emissão sonora.
O cantor ou o orador, com língua flácida, respirará mal, não se fará entender pelo seu ouvinte, poderá expelir saliva durante a emissão e sentirá fadiga após o show, pois, certamente, terá forçado a voz na região das pregas e não se utilizará de apoio muscular.
Pessoas que se identificam com este problema devem se encaminhar para um fonoaudiólogo, que lhe proporcionará exercícios que fortalecerão seu tônus de língua e restabelecerão um posicionamento adequado.
Com a língua em posição de concha(colher dentro da cavidade oral), o indivíduo deve estar com a ponta voltada para cima, para o palato duro (céu da boca)...assim, a língua estará na posição ideal de repouso. Consequentemente, sua respiração estará apropriada e, sendo a respiração o carro-chefe do bom desempenho vocal, o orador ou cantor terá domínio de seu instrumento natural, que é a voz.

UM EXERCÍCIO QUE VOCÊ PODE FAZER EM CASA:

Faça um rotatório com sua língua ,girando-a nos sentidos horário e anti-horário, passando pelas bochechas, região da mucosa superior à arcada e região da mucosa inferior à arcada.
Não fique toda a vida girando para o mesmo lado, alterne sempre!

JACQUELINE TRINDADE VIEIRA
Fonoaudióloga-RJ
jac.vie@gmail.com
Acompanhe as dicas da Jacqueline nesse blog!!
Logo mais ela volta com outras matérias interessantes pra gente!!!

domingo

CONSOANTES E VOGAIS

. Posted by Picasa

CONSOANTES

As consoantes são o que chamamos de “barreiras articulatórias”. “Barreiras" à passagem do ar/som”.
Pois todas elas vão exigir pontos de encontro entre a língua, as arcadas dentárias, a úvula (campainha) e os lábios.
Por exemplo: o "m" é bilabial, porque qualquer palavra com "m" a gente pronuncia tocando os lábios superior e inferior; já o "f" é labiodental, porque precisamos que o lábio inferior toque a arcada dentária superior; e o "k" é velar porque faz a gente “mexer” a úvula (campainha).
As consoantes são responsáveis por impulsionar o som ao se juntar às vogais. São a base de sustentação aérea. São o pontapé inicial do jogo da fala e do canto.
Experimente e perceba em você como se processam estas “barreiras” para que, no canto, você possa ter boa dicção e ser inteligível para os seus ouvintes ou para o seu público.

VOGAIS

Exatamente o oposto das consoantes, as vogais reinam absolutas!
São todas sonoras, todas fazem as pregas vocais se ondularem e o som vibrar.
São elas que lançam as verdadeiras ondas sonoras no meio-ambiente. Não têm “barreiras” à passagem de som, como na vocalização das consoantes.
Portanto, nosso único objetivo é enriquecê-las nas “caixas de som” naturais: nossas cavidades de ressonância, lá onde amplificamos ou reduzimos a quantidade de ar que idealizamos expirar, principalmente, nas cavidades oral e nasal.
Ali elas vão ganhar “corpo” e volume (se requisitado) até ficarem prontas para saírem na direção da abertura bucal.
Sejam bons (boas) motoristas da sua voz.

JACQUELINE TRINDADE VIEIRA
Fonoaudióloga – CRFa 7067-RJ
jac.vie@gmail.com

Confira as dicas da Jacqueline regularmente nesse blog!!!!

quarta-feira

CONTROLANDO O AR

. Posted by Hello

Ascenda uma vela de coloque a chama na altura da sua boca, a uma distância de um palmo.
Não pode haver rajada de ar no lugar em que você estiver fazendo esse exercício!
Inspire profundamente.
Quando expirar...a chama da vela não poderá se movimentar de jeito nenhum!!!!
Para conseguir isso....você deverá controlar a saída de ar de uma maneira que parecerá que você está expirando apenas um fiozinho de ar muito pequeno.
Esse exercício, ajuda muito a quem tem excesso de ar na emissão da voz.
Também ajuda nos problemas de fenda nas pregas vocais.
E é bastante relaxante também!!!

Eu volto com mais dicas de respiração!!
beijão pra todos!!
Cíntia Scola

quinta-feira

VIBRATO

. Posted by Hello

O vibrato,
aquele som percebido na sustentação de uma nota,
no prolongamento de uma sílaba, está assentado numa vogal,
seja ela /a/, /ê/, //é/, /i/, /ó/, /ô/ ou /u/.
Por que vogal e não consoante?
Porque a vogal é que sempre confere o caráter sonoro da fala e do canto. Quando o ar é bombeado para as pregas vocais (o par de pregas),
elas entram em ondulação e o som nasce.
Se o cantor(a) colocar a nota no lugar “certinho” (na caixa de amplificação/ressonador) e tiver ar sobrando, o vibrato pode acontecer naturalmente.
É o conforto da emissão.
O que não quer dizer que para se emitir uma nota, com conforto, precisamos do vibrato.
Pode acontecer ou não.
Alguns têm vibrato natural, flui facilmente, sem o menor esforço, outros forçam o vibrato e fica, auditivamente, mal sonorizado. Não soa bem e não é desejável desta forma.
Como posso realizar um vibrato?
Aprendendo e automatizando a respiração correta para o canto e utilizando um apoio muscular necessário à sustentação do som.
O vibrato deve ser sempre uma conseqüência e não um objetivo.
jac.vie@gmail.com

Jacqueline Trindade Vieira
fonoaudióloga
Niterói-RJ
Especialidade: voz falada (disfonias, afonias, oratória e estética vocal)

sábado

MELHORANDO A CAPACIDADE RESPIRATÓRIA

. Posted by Hello

ENCHENDO BALÕES
Procure encher um balão, desses de festa de aniversário (alguns dizem bexiga), mas sem inflar as bochechas.
Isso trabalhará seu diafragma que é uma maravilha!!!!!
Dilatará suas vias aéreas..aumentando sua capacidade respiratória.
Simples como brincadeira de criança e muito eficiente!!!!
Eu volto depois com mais dicas!!
Beijão pra todos!!
Cíntia Scola

segunda-feira

MANTENDO A VOZ SAUDÁVEL E PODEROSA!!!!!! dica 2

. Posted by Hello

. Evite o consumo de bebidas e alimentos gelados.
Isso contrai os vasos sanguíneos na região das pregas vocais, dificultando a irrigação sanguínea.
Além de que também causa um inchaço nas pregas vocais (edema) levando à rouquidão (disfonia).
.Evite usar bebidas alcoólicas como ferramenta de aquecimento vocal antes de cantar ou falar.
O álcool (principalmente os destilados) anestesia as pregas vocais e dá a falsa sensação de que a voz está aquecida.
Então você usa e abusa, mas as cordas vocais não estavam prontas pra responder a esse uso....daí.....já sabe o resultado....
. Posted by Hello

.Evite cantar depois de ter comido muito.
Sabe aquela feijoada no sabadão?Pois é...dá um refluxo danado....e aquele suco gástrico voltando na sua garganta, machuca suas pregas vocais de um jeito que você nem imagina....

Eu volto depois com mais dicas pra você cuidar direitinho da sua voz!!!!!

domingo

VOZ DE PEITO E VOZ DE CABEÇA

. Posted by Hello

A voz de peito é predominantemente de caráter masculino, enquanto que a de cabeça é de abrangência feminina.
O que não significa que homens não consigam atingir a voz de cabeça e nem que as mulheres não registrem a voz de peito.
Na voz cantada até os baixos (os mais graves do gênero masculino) alcançam voz de cabeça em seus tons mais agudos e, os barítonos e tenores o fazem com mais facilidade, por serem, naturalmente, menos graves.
As sopranos (as mais agudas do gênero feminino) também chegam a voz de peito se trabalharem nos extremos de seus tons mais graves.
As mezzos e as contraltos atingem-nos com maior facilidade.
Como todos os tipos de vozes tem notas graves, médias e agudas, devemos fazer estas considerações.
MAS, AFINAL, O QUE QUER DIZER VOZ DE PEITO E DE CABEÇA?Na emissão de peito sentimos a VIBRAÇÃO SONORA no peito (se colocar a mão no peito você pode sentir), enquanto que na voz de cabeça, sentimos a ressonância do som na cabeça.
As pessoas que não estão acostumadas ou condicionadas à voz de cabeça (tons agudos e agudíssimos) até sentem uma leve tontura e até dor de cabeça.
CONCLUSÃO: A prática ensina e exercita a colocação da voz de peito e cabeça na "caixa" de ressonância adequada (ressonador).
JACQUELINE TRINDADE VIEIRA
Fonoaudióloga
Niterói-RJ
Especialidade: voz falada (disfonias, afonias, oratória e estética vocal)
jac.vie@gmail.com
Confira as dicas da Jacqueline neste blog regularmente!!!

quarta-feira

MANTENDO A VOZ SAUDÁVEL E PODEROSA!!!!!! dica 1

. Posted by Hello

Muita hidratação!!! água pouca é bobagem...em locais com ar condicionado, carregue sua garrafinha de água!!
Se estiver dodói, evite cantar.
Evite falar em ambientes muito ruidozos...isso te obrigaria a falar num
volume de voz acima do habitual....e é realmente péssimo pra saúde vocal!
Articule muito bem as palavras!!!
Sempre aqueça a voz!!!
Faça bocejos depois de usar muito sua voz!!
Respeite seus limites vocais!!! Cante sempre nos tons favoráveis a você.
Não seja auto didata!!! Procure um profissional da voz para ajudá-lo a
desenvolver seu potencial vocal corretamente!!
Se perceber que está ficando rouco sempre que faz muito uso da voz,
procure um especialista (Otorrino e Fono) para avaliar suas pregas
vocais!!

Eu volto depois com mais dicas pra você manter sua saúde vocal!!!
Cíntia Scola

IMPOSTAÇÃO VOCAL

. Posted by Hello

Imaginem uma forma de bolo.
Imaginem uma cozinheira maravilhosa!
Seus bolos se desenformam com perfeição.
Agora imaginem que sua voz deva ser colocada dentro de uma 'forma' dentro de suas cavidades ou caixas de ressonância e amplificação lá no seu trato respiratório.
Pense no ar sonorizado dentro de paredes mucosas maleáveis, cavidade bucal, cavidade nasal e caixa craniana.
O foco do seu som deverá sempre se direcionar para estas regiões altas.
Nunca permita que fique num foco baixo, como na faringe (garganta), pois assim estará cometendo um 'abuso vocal' na resistência das pregas. Voz 'entubada' não se permite impostar.
As vogais devem ser valorizadas, pois são elas que conferem o caráter sonoro da fala e do canto.
Cada vogal posicionará sua língua num determinado lugar.
A língua deve ter boa mobilidade por todos os lugares da sua boca. Uma língua parada, flácida, é um problema a ser tratado com um profissional.
Como na vogal /o/, a língua deverá se posicionar nas regiões baixas da boca.
Na vogal /e/, a língua deve se posicionar nas regiões médias da boca.
E regiões altas, como na vogal /i/.
Procure sempre manter a língua em forma de 'concha' ou 'colher', para que dê passagem ao som, mesmo que o corpo da língua esteja alto, como na vogal /i/.
Por exemplo:pense na ampliação e flexibilidade da forma. Ela é fixa, mas é abundante em território, tem espaço para enriquecimento. E isso quem comanda não é a sua laringe, mas o seu cérebro.
Pensou?
Agora desenforme o som que sairá uniforme e terá condições de projetá-lo muito bem.
Hummmmmmmmmmmm!!!!!!Que bolo gostoso!!!!!!!Ops! Que som gostoso de se ouvir!!!!!!!!
JACQUELINE TRINDADE VIEIRA
fonoaudióloga
Niterói-RJ
Especialidade: voz falada (disfonias, afonias, oratória e estética vocal)
jac.vie@gmail.com
Confira as dicas da Jacqueline neste blog regularmente!!!

A VOZ "VERDADEIRA"

. Posted by Hello

A VERDADEIRA VOZ.
Diferente do falsete, a verdadeira voz utiliza músculos específicos para os agudos, médios e graves, configurando as pregas vocais de diferentes formas para que a emissão saia como desejada no cérebro.
Ao ativar esta musculatura, provocamos ondulações no par de músculos cartilaginosos, que é a voz.
Situados na glote, espaço que separa os pulmões (fonte de ar) da faringe (garganta), temos a fonte sonora, onde chamamos espaço laríngeo ou laringe.
Assim, imaginamos que dentro de nós formamos um tubo de ar quando emitimos um som, que nasce na glote (pelo ar que roubou dos pulmões) e sobe até a caixa craniana, passeando pela laringe, faringe, cavidade bucal e nasal, nesta ordem.
As paredes mucosas deste tubo respiratório são maleáveis e são nelas que iremos acomodar o som de maneira que possamos enriquecê-lo e amplificá-lo, dinamizando a voz dentro da intensidade que se objetiva. Forte, fraco ou médio, emitimos de acordo com a pressão aérea que enviamos da glote. Muita pressão nos fortes e pouca pressão nos fracos.
JACQUELINE TRINDADE VIEIRA
FonoaudiólogaNiterói, RJ-Brasil
Especialidade: voz falada (disfonias, afonias, oratória e estética vocal)Formação: 1994.
jac.vie@gmail.com
A Jacqueline vai estar contribuindo periodicamente com informações valiosas pra gente entender melhor o funcionamento da voz.
Não deixe de conferir!!!

domingo

MELHORANDO A CAPACIDADE RESPIRATÓRIA


. Posted by Hello
Os exercícios "FRENO-LABIAIS" são execentes!!!
1. Inspire (inspiração DISSOCIADA-veja as dicas 1,2 e 3)
2. Solte o ar CONTINUAMENTE fazendo o som de SSSSSSSSSS
3. Inspire novamente
4. Solte o ar CONTINUAMENTE fazendo o som de ShShShShSh
5. Inspire novamente
6. Solte o ar CONTINUAMENTE fazendo o som de FFFFFFFFFF

7. Repita todos esses passos mas ao invés de soltar o ar continuamente,solte o ar dando MINÚSCULAS PAUSAS, assim:
Sss (pausa) Ssss (pausa) Ssss (pausa) ........
ShSh (pausa) ShSh(pausa) ShSh(pausa)......
Ffff (pausa) Ffff (pausa) Fffff (pausa).........

Esses exercícios que você solta o ar CONTINUAMENTE vão dilatar as vias aéreas e melhorar sua capacidade respiratória.Os exercícios com a PAUSA vão trabalhar também a musculatura do diafragma.Lembre-se de fazê-los todos os dias e SEMPRE antes de cantar.
Até a proxima dica!!!!!

quinta-feira

MELHORANDO A PERFORMANCE VOCAL -DICA 1


. Posted by Hello
Se você controla o ar...controla sua voz.
Comece aprimorando sua respiração profunda, ou abdominal.
Deitado de costas numa superfície plana, coloque um livro sobre o abdomem e procure levantar o livro com a inspiração e abaixar o livro com a expiração.
Quando sentir que está dominando esse movimento, trabalhe então sua respiração abdominal em pé.
Eu volto com mais dicas pra você!!!
Cíntia Scola

MELHORANDO A PERFORMANCE VOCAL -DICA 2


. Posted by Hello
Agora que você já domina o exercício da "dica 1", vamos em frente!!
Com as mãos sobre suas costelas ( logo abaixo do tórax, nas laterais) inspire pelo nariz como se estivesse levando o ar para suas costas...
Você vai sentir suas costelas se abrindo...
Agora expire o ar com a boca aberta e vai sentir suas costelas se fechando.
Você acaba de praticar uma respiração inter costal!!! Parabéns!!!
Treine bastante...quanto mais suas costelas se abrirem melhor!!!
Cintia Scola

VISITE O NOSSO SITE!!!!


Cíntia & Silvia Posted by Hello
http://silviaecintia.tk

QUERO UM CD DAS MENINAS!!!!!!

Silvia & Cíntia Posted by Hello

Fale com VPC
http://www.vpc.com.br/ecommerce/
vpc@vpc.com.br
11 51 83 4755 fax
11 51 83 4676
11 51 83 5349

Vocês podem ouvir o nosso trabalho nesses dois sites:
http://www.radiostrangers.beescott.com
(clicar em "Celta Br")
http://www.artistasnarede.com.br

Beijão pra todos!!!
Google
 
Democracy Now! | Web Banners